Eu tenho saudade de tantas coisas boas e tantas coisas vãs. Por isso descrevo, anoto tudo, assim completo o meu álbum mágico da felicidade...

segunda-feira, 6 de abril de 2009

Mãe liberdade.

Mamãe falou
Eu ainda criança
Que um dia ia me deixar
Eu era pequena pra entender
Quanta doçura ela devia ter

Mas no dia em que chorei
Ela nem disse adeus
E foi aí que eu entendi
Ela não era feita de adeus

E hoje sigo alguns passos
De quem nunca me deixou sem um abraço
Foi luz, sombra, teto e clareza
Viveu em muitas estradas
E só conhecia a liberdade

Mamãe, esse foi o problema
Tuas asas partiram para o céu
E me deixaram sem ti

O que mamãe escondia
É que era ela
A liberdade em si.

2 Expressão(ões):

Tâmara disse...

Essa gente de assas..as vezes voa pra longe né?...

Amei tudo aqui!

beijos meus!

Milton Raulino disse...

Já conhecia o poeminha. E como já disse antes, muito muito bom!! =D
Beijos