Eu tenho saudade de tantas coisas boas e tantas coisas vãs. Por isso descrevo, anoto tudo, assim completo o meu álbum mágico da felicidade...

sábado, 4 de abril de 2009

Enquanto você pedia calma.

Enquanto você pedia calma, eu não tinha paciência de esperar. Dois minutos, um, qualquer tempo que fosse, qualquer. Eu queria tudo num segundo ou dois, era o que eu disponibilizava naquele momento. Em se fazer de vítima o craque era você, que enganava, sugava o sentimento dos outros e depois sumia da vida delas como se tivesse toda a autoridade. Mas eu sabia o quanto você podia ser insuportável e esnobe, chutava suas mentiras para o alto e as acertava nos outros, no lugar de se assumir e admitir ser o culpado e violentador de sentimentos. 

3 Expressão(ões):

Érica Neves disse...

Ai, esse violentadores de sentimentos sem coração. =P (amei o termo..)

Fazia tanto tempo que você não me chamava de Kriska... adoooro³.

Tâmara disse...

Eu ando a todo tempo...pedindo mais calma!

Milton Raulino disse...

É tudo tão ligeiro, e passa que nem a gente nota. É preciso saber curtir de forma não gananciosa, pra ver se o gostinho dura mais um segundo ou dois... :)
E às vezes a culpa nem é nossa. Mas é em nós que queremos acertar!
beijo lili! :**